Sites Grátis no Comunidades.net
ONLINE
1






Total de visitas: 207
TEMPLOS DE FERTILIDADE
TEMPLOS DE FERTILIDADE

                                                                                                                       

                            

                                                                                                                                                  

 

 

 

 

 

 

 

Um dos símbolos mais icônicos do Japão são seus belíssimos templos. Estima-se que existam 77 mil templos espalhados por todo o país. Os templos japoneses normalmente usam sufixos “tera/dera 寺, ji 寺 ou in 院”. Os dois primeiros indicam se tratar de um templo principal. Já o sufixo “in” normalmente se refere a templos menores.

Aqui não é incomum encontrarmos templos construídos há mais de 1.200 anos. Dentre eles, alguns ainda conservam suas estruturas originais, em madeira. Outros passaram por reformas, ao longo dos anos, devido às destruições causadas por incêndios, terremotos ou atentados.

Um templo no Japão pode ter várias funções, servindo não apenas para a realização de cultos ou rituais. Uma das principais funções é o de armazenar objetos sagrados. Outros ainda oferecem serviços de hospedagem a preços bem convidativos e os hóspedes tem a oportunidade de dormir no templo e participar de rituais budistas e de meditação.

Se você pensa em um dia visitar o Japão, com certeza vai querer conhecer os três dos mais curiosos e bizarros, pelo menos para a nossa cultura ocidental, sendo que dois deles ficam aqui em Komaki.

 

  



  

  

 Para as mulheres que desejam seios maiores ou uma produção de leite farta para a amamentação dos filhos, o templo Mama Kannon (間々観音), em Komaki (Aichi), é o único santuário no Japão dedicado a este tipo de orações.

 

 

 

 

Localizado próximo ao Castelo de Komaki, o templo possui o nome oficial de Ryuon-ji, mas é mais conhecido como “Mama Chichi Kannon”, algo como “Templo do Aleitamento Materno”.

 

 

 

 

Rodeado por estátuas de seios e representações de divindades como a Kanzeon Bosatsu, deusa da misericórdia, o templo atrai visitantes com inúmeros desejos relacionados aos seios, a cura de doenças e a fertilidade.

Apesar do santuário ter suas origens ainda no período Heian (794-1185), foi na era Edo que o local passou a ser conhecido como “Templo dos Seios”. De acordo com um funcionário local, na época, a escassez de comida era grande e as mulheres não produziam leite materno suficiente para a amamentação dos filhos.

Segundo a lenda, uma mulher que teria recebido grãos de arroz de outra pessoa, levou ao templo Mama Kannon como agradecimento e, logo após, passou a produzir grandes quantidades de leite materno.

A história se espalhou pela cidade e outros visitantes passaram a frequentar o santuário para fazer pedidos relacionados ao parto, amamentação, nascimento e criação dos filhos.

Para chegar ao templo de trem, é necessário descer na estação de Komaki (Komaki-eki). O santuário localiza-se a 20min a pé da estação. De carro, o acesso é pela rodovia expressa Tomei Kousoku, a dois quilômetros ao sul da Komaki IC.

O endereço é Aichi-ken Komaki-shi Mamahonmachi 152, 〒485-0048. O telefone para contato é 0568-73-6173 e o templo está aberto para visitas das 7h30 às 17h.

 

 

 

Outro templo do Japão no mínimo curioso e um tanto quanto interessante é o Tagata Jinja. Conhecido como o santuário da fertilidade e prosperidade, é visitado por aqueles que desejam ter filhos ou por quem vem pedir saúde para as futuras crianças.

Por todos os lados, esculturas e objetos em forma de falo. Até o sino que é tocado durante as orações tem o formato do órgão masculino. Alguns objetos foram enviados ao local como forma de agradecimento às orações atendidas.

O Tagata Jinja fica em Komaki, na província de Aichi. Para chegar até ele, vá até a estação Tagata Jinja-mae, na Meitetsu Komaki Line. Da cidade de Nagoya, pegue a JR Tokaido Line até Kanayama, depois a linha local Meitetsu Inuyama Line até inuyama e em seguida a Meitetsu Komaki Line até Tagata Jinja-mae. O santuário fica cerca de 10 minutos a pé da estação.

 

 

 

 

Todo ano no dia 15 de março, é realizado um dos festivais mais curiosos do Japão, o Hounen Matsuri (Festival da Colheita), mais conhecido como Festival da Fertilidade, realizado no templo Tagata.

 

 

 

 

Esse festival visa as bençãos de uma colheita abundante e muita prosperidade e fertilidade e o "personagem" principal do festival é um falo de madeira com proporções enormes, justamente o que atrai a curiosidade também de muitos estrangeiros.

Segundo o Tagata Jinja, o pênis, chamado de "Oowasegata" (大男茎形), tem 60 centímetros de diâmetro, 2,80 metros de comprimento e peso aproximado de até 300 quilos.

O falo grande é carregado em um santuário portátil junto de outros falos menores em uma procissão até o templo Tagata. Esta procissão, em que jovens moças carregam cada uma um pênis de madeira de tamanho menor, é conduzida por um monge xintoísta acompanhado por músicos. Durante a procissão o monge despeja sal para purificar o caminho. O ponto alto do festival é quando os falos são depositados no templo.

Casais que desejam ter filhos participam, tanto que é comum os japoneses procurarem tocar os falos durante a procissão, na certeza de que terão atendidos seus pedidos de aumentar a família.

O evento inicia às 10h e tem previsão de término às 16h.

 

 

 

 

O terceiro templo, o Awashima Jinja é conhecido como o “Santuário das Bonecas” pois lá se encontra um acervo de milhares de bonecas que são deixadas como oferendas. Uma peculiaridade deste santuário que o torna misterioso e assustador são as lendas sobre as bonecas, nas quais muitos acreditam terem poderes sobrenaturais.

 

 

 

 

Esse templo não fica em Komaki, como os outros dois, mas em Kada, Província de Wakayama e é bastante visitado durante o Hina Matsuri (Festival das Bonecas) no dia 3 de março. Também é muito visitado pelas mulheres que vão até lá para fazerem orações pedindo por fertilidade ou no caso de gestantes, para pedir um bom parto e saúde à criança.

Muitas pessoas também são atraídas ao santuário por causa de suas superstições sinistras. Segundo os japoneses, as bonecas do santuário tem alma e por este motivo não devem de forma alguma serem jogadas no lixo. As bonecas são levadas ao santuário para que sejam purificadas e depois queimadas em um ritual.

 

 

 

 

Outro ritual xintoísta realizado para dar fim às bonecas é o Hina Nagashi (Ritual Flutuante de Bonecas), que ocorre no Hina Matsuri. Neste ritual, barcos decorados com flores e repletos de bonecos são lançadas ao rio, para que se dirijam ao mar, levando consigo todos os males e maus espíritos presentes neles.

 

 

 

 

Além das bonecas realistas Ningyō, existem muitos outros bonecos ou estatuetas que vivem no templo, como o Tanuki, Maneki Neko, Daruma, bonecos de samurais, bichos de pelúcia, etc, além de muitas máscaras Noh (usadas em apresentações teatrais e máscaras do Tengu (personagem do folclore japonês).

Mas o que chama a atenção mesmo são as histórias macabras envolvendo estas bonecas. Só pra se ter uma ideia, dizem que lá tem uma boneca cujo o cabelo cresce. Por essas e por outras que o santuário de Awashima é envolvido por uma áurea misteriosa e assustadora.

 

 

                                                                    CARLOS CUNHA / Criação & Produção Visual